Como vencer a melancolia outonal

23 de janeiro
Como vencer a melancolia outonal 1

O outono e o frio também são épocas em que bastante gente experimenta estado anímico humilhante, sonolência excessiva, irritabilidade e angústia, sem que se saiba ao certo por que isso acontece. É conhecido como transtorno quente época, e afeta essencialmente a mulheres maiores de 20 anos.

A queda das folhas no outono e a frescura campo gelado costumam ser empregados em poemas e canções, como símbolos do fim de um período na existência de um romance ou bem da vida mesma; refletem amargura por suas cores discretas, pouca luz, o rigor climático e a latência na atividade de plantas e animais. Escasso, há acordo com a quantidade de pessoas para quem estas temporadas, de ano para ano, não significam uma metáfora, mas sim a vinda em carne própria de estados depressivos e angustiantes que lhes afetam abundantemente.

Conforme se aproxima o espaço de frio (mas também se conhecem casos atípicos de quem se deprimem no mormaço), as pessoas que sofrem com o chamado transtorno carinhoso de época dormir por períodos mais prolongados, deixam de participar em atividades sociais e começam a angustiar-se os sintomas próprios de estados depressivos maiores, entre os que destacam:

  • Sentimentos de amargura e vazio (chamado persistente).
  • Falta de interesse em atividades que antes conhecido gozava, incluindo o sexo.
  • Desespero e decepção.
  • Infeliz de erro, de não servir ausência e deficiência.
  • Aminoración de brio, fadiga e efeito de viver "em câmera lenta".
  • Agitação e também irritabilidade.
  • Pressa para concentrar-se, recordar e tomar decisões.
  • Pensamentos suicidas ou de morte; tentativas de suicídio.
  • Desassossego físico persistente: dores de cabeça, distúrbios de fácil digestão ou calvário crônica sem causa aparente e que não responde ao tratamento.

Em contraste, as pessoas que cursam um transtorno depressivo maior, que geralmente têm curta interesse na comida e perder peso, aqueles que vivem com transtorno afável de época tendem a consumir grandes quantidades de hidratos de carbono e podem agigantar através de 5 e 10 quilos, enquanto o espaço fria, efetivamente, no momento em que chega o incauto experimentam uma energia renovada e de forma frequente voltam a seus fatores frequentes.

Outra característica frequente de quem sofre de depressão no outono e também frio é a reação que apresenta em relação às mudanças na luz ambiente: costuma avisar que o seu estado piora no momento em que a duração está nublado ou a luz interior reduz.

Isento motivo, mas com soluções

A maior parte dos pacientes com transtorno afável de época são mulheres que desenvolvem o mal dentro dos 20 e 29 anos de idade, que efetivamente se tem registro de pequenos e adolescentes com doenças semelhantes, mas mais leves, e sofrem de maneira história, toda a vida.

A causa da depressão no outono e o frio também é do espírito santo, ainda se sabe que aqueles que a sofrem, em um número muito colossal, têm um associado com uma condição de saúde siquiátrica como transtorno humilhante ou despotismo de álcool. Além disso, as investigações em curso não deixam de levar em conta as teorias que apontam a inconvenientes neurais, hormonais e de cima como causas do dano.

De momento, os tratamentos correm para o cargo de especialistas em fortaleza mental, aqueles que apóiam psicologicamente os pacientes e lhes assistem a progredir a sua forma de vida por meio de sua afiliação de hábitos, dentro :

  • Sair ao longo do dia, pelo menos, média duração, implicitamente, se o céu está anubarrado.
  • Aguardar e aplaudir que o seu corpo vai exigir mais horas de sono, enquanto os meses de frio, e com base em tal planejar um indicador de atividades e pausas.
  • O acesso que se apresentam desejos e também acréscimo de peso, de forma que devem ser evitados autocríticas por esta razão.
  • Manter o ambiente interior bem esclarecido. Isto marcha em muitos pacientes, para aqueles que hoje são abocetar lâmpadas para fornecer luz brilhante e livre de raios uv.

Mas em certos casos não há resposta adequado com fármacos precriptos por um alienista, é fundamental que o estóico se participe efetivamente mesmo e considere que o seu não é um caso isolado. Devem ser evitados os pensamentos obsessivos que geralmente levam a meditar anteriormente ou em que se perdeu a calçada, e em troca alongar com os projetos pessoais, de trabalho, no cepa ou par.

Além disso dívida cursar a ser doente e ser concedido instantes de repouso ainda no tempo que se tente fazer um "trabalho ao limite", por conseguinte corpo e psique tem um limite que é débito considerar, e se enquanto uma fase reduz a simetria de trabalho não vai acontecer carência.

Se, apesar disso continuam a humilhação e desgraça, débito ser consultado eternamente um conhecedor, a fim de contornar o fruto mais temida e ápice da depressão: o suicídio.

Mas pode parecer radical, é ainda uma possibilidade real, já que de acordo com a Organização Internacional de Fortaleza, o México registra agora o maior acréscimo de suicídio por depressão: o preço de acréscimo é 61.9%, enquanto os últimos 15 anos, seguido pela Índia (54%) e Brasil (13.2%).

Antílope tudo, que sofre de transtorno carinhoso de estação dívida ter na psique que não está sozinho, que existe bastante gente para o que é essencial e valiosa para a sua empresa, e que um tratamento ativo deixa na esmagadora maioria dos casos reintegrar os inconvenientes resultantes dessa achaque.

Este artigo foi revisado por: Ava Gina 🏆 (1)
23 de janeiro