“Desativação” de impulso nefríticos para tratar a hipertensão sanguínea resistente

23 de janeiro
"Desativação" de impulso nefríticos para tratar a hipertensão sanguínea resistente 1

A denervación reniforme ou “desativação” de brio nefríticos se assemelhava a uma colher de alternativas para os casos de hipertensão que resiste inclusive a tratamentos farmacológicos. Esta notícia aplicação, apresentada pela Rede de Investigação Cardiovascular (RECAVA), você vai poder reduzir o gasto anuo da hipertensão em Portugal, estimado em 1.450 e 2.000 milhões de euros.

A denervación reniforme com sonda é uma técnica muito fácil e seguro, que controla a hipertensão através da exclusão por calor das terminações inquietas simpáticas que cercam as artérias nefríticos, cuja atividade é entre os mecanismos essenciais da hipertensão e suas complicações.

“Esta técnica se configura como a única escolha de material para o tratamento de pacientes com hipertensão arterioso rebelde ao tratamento farmacológico, em pacientes que apresentam um acidente bastante de acordo com complicações e representam entre os episódios mais essencial do gasto de fortaleza”, explica Francisco Fernández Avilés, líder do Serviço de Cardiologia do Hospital Gregorio Marañón e regulador da RECAVA.

Os resultados mostraram uma essencial diminuição de tensão. Depois de seis meses, a partir da atuação consegue-se uma redução de, em média, dentro de 35 e 40 mm/HG, com uma taxa bajísima de complicações e a prática ausência de distúrbios da função renal. Além disso, o benefício se sustenta no ciclo, com uma redução média da pressão sanguínea de 26/14 e 32/14 mm Hg, aos 12 e 24 meses, respectivamente.

Em Portugal os custos associados à hipertensão foram estimados através de 1.450 e 2000 milhões de euros por ano, o que representa dentro em 3% e 4% de toda a compra de saúde. Grande parte desta despesa pertence aos cuidados de saúde que recebem os pacientes hipertensos (30%) e apenas 15% corresponde ao tratamento farmacológico anti-hipertensivo.

Diferentes estudos econômicos indicam que a técnica de denervación flores é valor-eficaz. O valor econômico da denervación, com base especialmente na diminuição dos custos associados com a incidência mais baixa de complicações cardiovasculares da hipertensão desde as reduções obtidas a pressão arterioso.

O inconveniente da hipertensão em Portugal

A hipertensão sanguínea (HTA) é um essencial problema de saúde pública que causa mais de um terço das mortes cardiovasculares. Dos 2 milhões de anos potenciais de vida perdidos, de ano em ano em Portugal, estima-se que 230.000 são atribuíveis à hipertensão. Além disso, a hipertensão arterial representa em Portugal, mais de 6% de todas as consultas médicas e 18% das consultas por doenças história, sendo o motivo de consulta mais comum em atenção primária.

Desde há 60 anos estão livres diferentes famílias de fármacos eficientes, apesar de que a comissão de pacientes que chegam a um adequado controlo da HTA é bastante baixo. Em Portugal os pacientes hipertensos controlados encontram-se apenas através de 13% e 50%. Uma desvantagem principalmente extraordinário é a hipertensão arterial sanguínea refratária ou resistente, isto é, a pressão arterioso não controlada apesar do emprego de dosagem perfeitas trio medicamentos anti-hipertensivos. Esses pacientes representam dentro de 10% a 20% dos casos.

O evento eleição para a HTA é a desativação de impulso nefríticos (denervación reniforme). A soma da atividade do sistema inquieto flores promove a elevação da pressão sanguínea e a criação de danos não só para os rins, mas ainda em outros órgãos-alvo. Consequentemente, abolir essa atividade de excitação nefríticos reduz a hipertensão arterioso.

Este artigo foi revisado por: Ava Gina 🏆 (1)
23 de janeiro