Os fumantes têm mais possibilidades de padecer artrite

23 de janeiro
Os fumantes têm mais possibilidades de padecer artrite 1

Estudiosos do demarcação de Reumatologia do IDIS estudam novos medicamentos biológicos para tratamento de doenças que apenas há seis anos, eram insanables.

O excesso de peso afeta a artrose e não apenas nos joelhos, além das mãos. Você sabia que existem mais de 200 doenças reumáticas diferentes? No meio de ressaltam a artrite, que afeta 1% da população, e a artrose, que sofrem mais da metade dos maiores de sessenta anos.

O doutor Juan Gómez-Reino, mestre do serviço de Reumatologia do hospital Clínico de Santiago, explicou anteriormente, os progressos realizados para batalhar contra as citadas doenças no Comarca de Reumatologia do Colégio de Inquérito de Saúde de Santiago (IDIS), e destacou que "os fumantes multiplicados pelo trio, a desgraça de aturar artrite".

O dr. Gómez-Reino ressaltou os avanços que se têm dado em pouco tempo para tratar as doenças reumáticas, "algumas doenças que há apenas seis ou descosido anos eram insanables e que atualmente, sobretudo com novos medicamentos, podem tratar-se, o que implica geralmente uma melhoria esplêndido na excelência de vida do estóico".

Ele explicou que, na comarca, que dirige o IDIS trabalham quatro conjuntos de investigação, o terceto em laboratório e em um ambiente clínico.

Especificamente, especificou que as linhas de investigação estudam a genética e sua influência nas doenças reumáticas; modelos animais in vitro para o estudo de novos fármacos e como se afastar a flemón; a busca de marcadores para estudar medicamentos mais novos, e o estudo da participação dos hormônios e proteínas de ingestão em doenças inflamatórias.

Neste último ponto, o professor de Reumatologia da USC apontou para a relação dentro artrose e excesso de peso. "Temos demonstrado que as proteínas que controlam a ingestão de são inductoras de abcesso. E no momento em que conversamos de prestígio do peso não continuamente se relaciona com os joelhos, mas pode afetar as mãos".

Neste sentido, ainda assinalou que as referidas proteínas a ingestão "podem fazer com que os pacientes adelgacen, da mesma forma que ocorre no caso de uma grande parte dos doentes com cancro".

O competente do CHUS ressaltou a mudança na excelência de vida dos pacientes "com os novos medicamentos biológicos", que prevê que "possam ser ingeridos, em tanto que hoje só são administrados por via venosa ou intramuscular".

Ainda destacou o quente descoberta que vincula o nicotismo com a artrite. "Os fumantes têm três vezes mais chances de resistir a esta alteração".

Este artigo foi revisado por: Ava Gina 🏆 (1)
23 de janeiro