A DPOC mata diariamente a 50 pessoas em Portugal

23 de janeiro
A DPOC mata diariamente a 50 pessoas em Portugal 1

A Alteração Respiratória Obstrutiva História (DPOC) é o achaque que medra com mais afinco nos países desenvolvidos e depende da OMS, será o árbitro causa de morte no planeta em 2020. Apesar dos apontamentos, esta mal ligada ao hábito de fumar, é do espírito santo, para oito de cada dez espanhóis, como mostra o maior estudo sobre a alteração consumado, inclusive o prazo.

O próximo dia 16 de novembro festeja-se o Dia Geral a Alteração Torácica Obstrutiva Narração (DPOC), achaque que mata 50 pessoas por dia em Portugal, o que representa cerca de 18.000 pessoas por ano. É uma quantidade oito vezes superior ao das mortes por acidentes de trânsito.

Uma investigação em que participaram 6.528 pessoas de toda a Espanha, o maior consumado sobre este inconveniente, revela que, apesar de sua incidência, no acentuação no primeiro planeta, 80% dos espanhóis não sabem o que é esta alteração não conhecem os perigos.

Umas 2.190.000 pessoas sofrem de DPOC em Portugal, um 10,2% da população. Os apontamentos prevêem um núcleo de esta, dada a sua ligação ao hábito de fumar.

"Em breve, uma terceira parte de os espanhóis fumam e, desses, no meio de um 20% e 25% desenvolverão esta alteração peitoral", explica o Dr. João Ruiz Manzano, Administrador da Sociedade De espanha de Pneumologia e Cirurgia Torácica (SEPAR).

Os custos derivados da DPOC são de 760 milhões de euros por ano na espanha.

Tendo em vista os apontamentos, Alicerce de Lucas Ramos, presidente escolhida de SEPAR, considera que "é fundamental continuar combatendo contra o nicotismo, tal como descobrir e difundir a DPOC".

Com relação à aparência na frente da Lei Antifumo, o estudo mostrou que 86% dos entrevistados apoia esta lei e apenas 11% é ao contrário .

Entre as conclusões do estudo é o infradiagnóstico da alteração que existe em Portugal.

Mais de 8% dos participantes do estudo foi aconselhado que apresenta sibilos (pitos) ou ruídos ao respirar durante mais de lousa meses por ano, e uma proporção semelhante tem pressentimento de falta de ar ao levantar de uma encosta ou dois andares, mas apenas 1,3% dos entrevistados sempre evidente encontrar diagnosticado com DPOC, aponta que contrasta com a prevalência actual em Portugal de 10,2 %.

Essa diferença débito, em grande parte, a que a DPOC se confunde com outras doenças respiratórias, como a bronquite.

Igualmente, 45% das pessoas com sintomas de DPOC não foi consultado um médico por esses inconvenientes.

O afogamento é a manifestação mais alarmante, que tem 40% dos pacientes. 82% acordar durante a noite e metade levanta-se esgotado pela manhã consecutivo.

A DPOC é uma jam reportagem das vias respiratórias, o que dificulta a respiração, e que é causada tanto pela compra de cigarro. Se alcahuetería de uma restrição ciência progressiva e, em geral, inalterado.

O estudo foi elaborado pela Sociedade De espanha de Pneumologia e Cirurgia Torácica (SEPAR), com a ajuda da companhia farmacêutica Almirall.

Este artigo foi revisado por: M. Gibral 🏆 (1)
23 de janeiro