Apenas 40 % das mães alimenta seus bebês durante os primeiros 6 meses

23 de janeiro
Apenas 40 % das mães alimenta seus bebês durante os primeiros 6 meses 1

9% das grávidas fuma e 15%, beber álcool, com o consequente desafio para o futuro bebê.

Assevera apontamentos extraídos da campanha "Educação Nutricional na fase preconcepcional, gravidez e lactação", em que participaram 3.000 farmacêuticos de toda a Espanha.

Tapia de 40.000 mulheres em fase preconcepcional, mulheres grávidas e lactantes foram assessoradas em matéria nutricional por 3.000 farmacêuticos ao longo do desenvolvimento de o pedaço publicação do Plano de Educação Nutricional por o Boticário, PLENUFAR IV.

Esta campanha, realizada pelo Conselho Geral de Colégios Oficiais de Farmacêuticos, mediante a Vaga Nacional de Nutrição teve como objetivo obter que as mulheres em classe preconcepcional, mulheres grávidas e em período de lactação.

Aumentasen seus conhecimentos sobre os comestíveis e seu valor nutritivo e qualquer à sua dieta diária com o propósito de agenciarse comportamentos e hábitos alimentares adequados, que melhoram tanto a sua frescura, como o desenvolvimento e a energia de seus filhos.

Esta idéia foi executado com o auxílio de Aquobona, Aquarius, Laboratórios Boiron, Laboratórios Merck, Ordesa, Conjunto Caseína Pascal, Colégio Tomás Pascual e Pharmadus.

Durante esta campanha, os farmacêuticos têm coletado assessoria a cerca de 15.000 mulheres para conhecer a situação nutricional das mulheres na divisão preconcepcional, mulheres grávidas e lactantes, advertindo possíveis deficiências nutricionais, motivadas pela realização de dietas inadequadas.

Os resultados obtidos foram apresentados nesta futuro pelo vocal nacional de Nutrição do Conselho Geral de Farmacêuticos, Corvo Garcia, que tem estado escoltar pelo presidente do mesmo, Carmen Rocha, e o árbitro da Companhia De espanha de Segurança Alimentar e Amamentação, Roberto Sabrido.

O ervanário condutor nutricional

Durante a apresentação, Carmen Rocha destacou o potencial do farmacêutico como conselheiro nutricional no despacho de botica, ressaltando sua tarefa de precaução e de treinamento.

"A proximidade e a acessibilidade do nosso modelo de botica e a excelência do serviço que oferecem os farmacêuticos, facilita que, além da dispensação de medicamentos, as farmácias exerçam funções relacionadas direta ou indiretamente com a diligência da fortaleza e a melhoria da excelência de vida dos cidadãos".

"Atualmente, nós conversamos de uma campanha de saúde, mas a Pessoa contribui com muitos outros serviços para a melhoria não só da energia de nossos cidadãos, mas também a de nosso sistema de saúde".

Educação materna

O estudo jogado as mulheres que participaram no Plenufar IV, foi apresentado o vocal nacional de Nutrição, o Corvo Garcia, que as mulheres espanholas lembra entender o orgulho que tem o aleitamento materno.

E o impacto frutuoso que pode ter sobre a frescura de seus filhos. Desta forma, 60% das grávidas gostaria de entregar a mama para seus bebês, escasso apenas 40% o faz passados os seis primeiros meses de vida.
Hábitos alimentares

Em relação aos hábitos alimentares, ainda se podem apreciar-se como convenientes na maior parte dos aspectos.

75% consomem várias porções cada dia de lácteos, frutas e pão e várias porções semanais de ovos, carne, peixe, legumes, grãos, massas e batatas, tal e como é apropriado. No que se refere aos vegetais, 60% observou consumi-las diariamente.

Evidentemente, foram detectadas algumas falhas relevantes. Na compra de frutos secos, 50% das mulheres não consomem alguma vaga por semana e cerca de 20% não os consumia jamais.

Foi detectada uma aquisição exagerado de produtos de confeitaria e pastelaria industrial, inclusive o de 20% das entrevistadas tomavam alguma quantidade de diárias e 40% semanário.

No que se refere aos suplementos alimentares, apesar de todas as recomendações atuais sobre a compra de ácido fólico vários meses acima de abrir a procura de uma gravidez, a metade das mulheres em fase preconcepcional não tomar estas energias.

Hábitos nocivos

Além disso, foram analisados os consumos de cigarro, álcool e outras drogas, de arbitrariedade. Em relação ao nicotismo, 9% das mulheres grávidas confessava fumar, apesar de saber dos perigos que este hábito pode ter para o seu futuro filho.

Também se pode destacar que, ao longo do período de criação 11,4% das entrevistadas declaravam fumadoras activas.

No que se refere ao álcool, ainda tem-se observado uma diminuição do hábito durante a gestação, em torno de 15% consomem álcool ao longo da gravidez e a amamentação, e 41%, o fez enquanto a divisão preconcepcional.

A imensa maioria das mulheres aseveraron não ter consumido jamais drogas de arbitrariedade.

Cerca de 0,5% das entrevistadas declararam consumos pontuais ao longo da gravidez e a amamentação.
Afiado Garcia ressalta o prestígio que tem uma alimentação adequada ao longo da gravidez e a amamentação, "que formam as duas situações na vida da mulher que mais ânimo somático exigem".

"As consequências da desnutrição da mãe, a criatura são muito importantes: baixo peso ao brotar, baixa concentração óssea por deficiência de cálcio, inadequação por carência de ferro ou imbecilidad por falta de iodofórmio, entre muitos outros."

Este artigo foi revisado por: M. Gibral 🏆 (1)
23 de janeiro