No frio aumenta a secura da pele, devido à falta de humedicimiento

23 de janeiro
No frio aumenta a secura da pele, devido à falta de humedicimiento 1

Há que diminuir a absorção de álcool e a compra de puro para prosperar seu ar. O principal inconveniente da pele no frio é a secagem a baixa temperatura que faz com que aumente a secura da pele.

No pior caso, se agravem os problemas de pele, por esta razão, a doutora Mayte Gutiérrez Salmerón, dermatologista do Hospital Clínico Universitário de Granada, recomenda "exagerar" os cuidados.

"A refrescância torna a pele mais seca, com o que há que concentrar os cuidados em umedecer a pele para lutar esta secura", ao passo que lembra que, apesar de tratar-se do frio, não há que se esquecer da proteção solar.

Gutiérrez Salmerón, que é membro da Academia espanhola de Dermatologia (AEDV), explica que este problema pode afetar, em maior medida para quem tem a pele seca de forma fisiológica ou inconvenientes por uma base patológica, como são as pessoas com uma pele atópica.

Lembre-se que, "conforme vai avançando a idade, principalmente em mulheres após a menopausa, a pele torna-se consideravelmente mais seca".

Nestes casos, "a pele da mulher perde uma grande parte de seu elemento hídrico e seca muito mais, por isso a mulheres na pós-menopausa devem ter muito mais cuidado na hidratar o corpo".

Há que adoptar um bom creme hidratante e, para isso, devem levar componentes "hidratantes", que atraem a linfa na pele, como a glicerina, propilén-glicol, ureia, lactato de sódio, o resto.

E componentes com efeito oclusivo, que servem de barreira, para complicar a perda de linfa superficial, como a lanolina, silicone e seus derivados, o resto.

No que se refere a quando se deve começar a exagerar nos cuidados, explica que o certo para ter a pele a ponto ao longo do frio é iniciar em fins do outono a aproveitar os produtos hidratantes.

Mudança de hábitos

Para as mulheres que desejam reduzir as rugas superficiais, que "aumentam" com as baixas temperaturas, recomenda-se utilizar produtos cosméticos que contenham hidroxiácidos, retinol e/ou vitamina C.

"A secura acentuada fará com que as rugas se apreciam mais, e o tempo que o consentimento frio aumentarão de não molhar bem a pele".

Recomenda acrescentar à dieta suplementos orais com energias antioxidantes do conjunto A, B, C e E, também, que, porém, não em princípio, o mesmo, efetivamente melhoram a sua imagem.

"O organismo não dá duração a remover os radicais livres, o que temos que nutrir-nos com substâncias que nos ajudem a removê-lo".

É dívida evitá-los na medida do possível, as mudanças bruscas de temperatura, isto é, passar de um ambiente quente por aquecimento ao ar livre, com temperaturas baixíssimas, então isso aumenta a possibilidade de aparecido de vasos dilatados com blush inestéticas.

Coloca exclusivo atenção à pele do plano, que é, acaso, a que pode afetar, em maior medida, este inconveniente.

Deste modo, aponta que "há que tomar em consideração que os vasos sanguíneos faciais, no tempo em que entramos em um ambiente muito frio contraem-se e com o calor se dilatam.

Isso para uma semelhante desprovido inconvenientes pode não ter grandes inconvenientes, mas, se se possuem problemas dermatológicos pode auxiliar para que não fiquem permanentemente dilatados".

Assinala que, enquanto todo o ano, para manter um bom estado da pele, há que encurtar a comida de álcool e a compra de charuto, por conseguinte.

Assim como a baixa temperatura, diminuem a vascularização cutânea, com o que aumentam as rubicundez e a evaporação.

"É essencial saber que o álcool e a picada é cada vez mais comprovado que influencia machismo no espectro de rugas, aumenta a secura cutânea.

Ao mesmo tempo, favorece a versão de blush e rosaceas, por conseguinte, seria imprescindível limitar o seu uso para melhorar a fachada da pele".

Este artigo foi revisado por: M. Gibral 🏆 (1)
23 de janeiro