O mondongo de cerveja é um mito

23 de janeiro

Uma pesquisa apresentada no Instituto Oficial de Médicos de Astúrias revela que "o mondongo de cerveja é um mito", uma vez que uma aquisição moderado desta bebida, no meio de dois e trio cañitas por dia, adicionada a uma dieta equilibrada como a mediterrânea, "não engorda" e reduz o infortúnio de cuidado e também hipertensão.

O modelo de homens ou mulheres com barrigas oversize é próprio da cultura anglo-saxã, onde se ingerem grandes quantidades de cerveja e comida rica em gorduras sobresaturadas com uma atividade de ciência aproximadamente nula.

O padrão alimentar dos usuários moderados de cerveja em Portugal é mais próximo da dieta mediterrânica, desta forma observa a tarefa elaborado pelo Hospital Clínic, a Cátedra de Barna e o Centro de Energia Carlos III, que foi apresentado agora no Instituto Oficial de Médicos de Astúrias.

Os médicos Ramón Estruch, do Serviço de Medicina Interna do Hospital Clínic, e Botão Lamuela, do departamento de Bromatologia e de Amamentação da Cátedra de Barna.

Estabeleceram que o estúdio que produziu prova de que a cerveja bebida com moderação não provoca aumento da massa anatômico ou depósito de gordura no cinto.

O estudo, que foi elaborado sobre uma amostra de 1.249 participantes, homens e mulheres acima de 57 anos, que pela idade têm um maior empecilho cardiovascular, foi contratado a crença de que a cerveja é forte.

As pessoas que participaram se alimentando com uma dieta mediterrânea acompanhada de cerveja em quantidades de no meio de uma quarta parte e meio litro por dia, "não só não têm engordado, mas, em certos casos, sofreram uma redução de peso".

A quantidade recomendada pelos médicos é de dois cañitas por dia para as mulheres e de três para os homens, constantemente, com refeições balanceadas, e toda vez que as pessoas façam uma vida comum, com uma pitada de exercício.

A cerveja é uma bebida fermentada, que recebe as propriedades alimentares dos grãos(s) com que é gerado, como o morapio de o espinheiro-vinheto, ou a cidra da maçã..

Esta bebida fornece uma quantidade de ácido fólico, energia, ferro e cálcio maior que outras e provocam um efeito de "acompanhante" sobre o sistema cardiovascular.

Os bebedores de quantidades "normais" de cerveja apresentam uma menor incidência de cuidado mellitus e hipertensão também, e um censo de massa físico inferior.

Essas pessoas "manifestaram-se consumir uma maior quantidade de verduras, legumes, peixe, grãos(s) e unto de azeitona e proceder a uma maior atividade elétrica".

O padrão alimentar dos consumidores espanhóis "destoa muito do padrão do planeta saxão, onde domina o modelo Munique, em que se tomam grandes quantidades, praticamente sem sair do lugar, comendo batatas fritas e salsichas".

Revelou que os participantes que tomavam cerveja de forma moderada referiam-se uma aquisição mais crescido de proteínas e hidratos de carbono, incluindo a fibra do que os não bebedores.

Este artigo foi revisado por: M. Gibral 🏆 (1)
23 de janeiro