Osteopatia, uma alternativa para atenuar a dor da fibromialgia

23 de janeiro
Osteopatia, uma alternativa para atenuar a dor da fibromialgia 1

A Osteopatia e as Medicinas Complementares Escolha são eficientes para aliviar a angústia em pessoas com fibromialgia, depende explica o responsável da Comissão de Osteopatia do Agrupamento de Profissionais e Autônomos de Terapias Naturais, APTN_Cofenat, Gabriel, Díaz García, com ocasião do Dia Mundial da Fibromialgia, que se celebra a 12 de maio.

Osteopatia

A fibromialgia é uma causa habitual de angústia crônica estendido em músculos, ligamentos, articulações e entranhas. Identifica-Se por fadiga, nervosismo, problemas de concentração e de memória, perturbações gastrointestinais (como estiptiquez e colite), tal como ansiedade e depressão. De acordo com a Sociedade De espanha de Reumatologia (SER), afeta uma quantidade através de 2% e 4% da população de portugal. As mulheres são as mais afetadas por este distúrbio em breve com 90% dos casos, através dos 35-40 anos de idade, mas também se dá em outras idades mais precoces e tardias.

A doença é de origem ignoto. Acredita-Se que a sensibilização central é o principal mecanismo envolvido, e que outros fatores genéticos, imunológicos, hormonais, neurotransmissores, traumáticos, massacrante externos, aspectos psiquiatricos, e outros, estariam envolvidos, especifica o perito.

Tratamento da fibromialgia

Segundo Gabriel, Díaz, o emprego de medicamentos alivia os sintomas da fibromialgia, mas os seus benefícios são modestos, e reduzem o anos. Além disso, tendo presente que a angústia e outros sintomas da doença se retroalimentam após um tempo, é fundamental uma atenção apropriada anterior. "É muito adequado no manuseio desta alteração de um enfoque multidisciplinar, onde se associem tratamentos não farmacológicos. A hierarquia das Medicinas Complementares e Escolha é coletivo, em pacientes com fibromialgia, pois são eficientes", afirma.

Neste sentido, e porque as despesas médicas e as taxas de deficiência são elevados para o Sistema Nacional de Frescura, APTN_COFENAT reclama que as outras opções não farmacológicas, como a Osteopatia e outros métodos de Medicina Complementar e Disjuntiva sejam tidas em consideração, por sua demanda, seus benefícios sobre a frescura e a poupança, sobre o montante que pode representar nesta condição. "A maior parte de anti-inflamatórios não esteróides e os opióides têm um benefício limitado, e são utilizados antidepressivos e neuromoduladores antiepilépticos, não por falta de fatalidade, este transtorno é considerado crônico", mantém o osteopata.

Benefícios da Osteopatia na receita da fibromialgia

As vantagens da Osteopatia na cortesia da fibromialgia são notáveis. Sempre conclusão capaz e favorece sobre todos e cada um dos aspectos em que se manifesta a doença. Em estudos recentes foi encontrado que as pessoas lesadas de fibromialgia que recebem Osteopatia melhoram significativamente do aflição, estão mais satisfeitas, melhoram as suas capacidades e manifestam menos sintomas relacionados.

Com a Osteopatia pode influenciar sobre os possíveis distúrbios que causam a fibromialgia. Através de métodos manuais que visam a normalização dos desequilíbrios tensionais e dismuyen o número de influências enviados para a medula, o que diminui o limite de facilitação do cacho medular em questão e quebra a roda indecente do calvário. A Osteopatia tem ferramentas para lidar com os pontos sensíveis ao calvário, através das fáscias, podendo alcançar bons resultados, reduzindo a dor, reduzindo a flemón e reorganizando os tecidos anatômicos.

Além disso, a Osteopatia tem autoridade sobre os níveis em circulação dos biomarcadores do calvário, substâncias que podem ser medidos objetivamente, como indicadores no processo biológico do calvário, associando-se as alterações convenientes com o stress. A Osteopatia também tem efeitos sobre o estado anímico, como sonífero, calmante ou sedativo.

Estado atual

A categoria das Medicinas Complementares e Alternativas é coletivo, em pacientes com fibromialgia. O emprego de uma diferença de métodos como Osteopatia, Terapias Manuais, Medicina Arcaico China, hidroterapia, Sugestão, e outros métodos de Medicina Complementar e de Eleição, são demandados e confirmaram sua capacidade na receita dessa afecção.

Por outro lado, há que ter em conta que as despesas médicas e as taxas de deficiência são altos da fibromialgia. O tratamento com fármacos, incluindo o uso de antidepressivos e medicamentos anti-inflamatórios não esteróides, tem sido a base do tratamento para a fibromialgia. Por regra geral, o emprego destes fármacos tem dado como resultado, a angústia dos sintomas, mas seus benefícios são modestos, e reduzem o anos.

Como conclusão, outras opções não farmacológicas, como a Osteopatia e outros métodos de Medicina Complementar e Dilema teriam de ser levadas em consideração, por sua demanda, seus benefícios sobre a frescura e a poupança sobre o gasto que pode implicar na manipulação de achaque .

Este artigo foi revisado por: M. Gibral 🏆 (1)
23 de janeiro